Mensagem: Mateus 25.1-13 | POR QUANTO TEMPO VOCÊ VAI CAMINHAR COM JESUS?

INTRODUÇÃO

Dos capítulo 23 a 25, Jesus prediz a Sua volta, e enfatiza o julgamento daqueles que rejeitam o Evangelho. A obra que Jesus fez aqui na terra, e o Seu Espírito continua fazendo na igreja e através dela, não é mera brincadeira, mas trata-se da Missão de Deus. Ele virá concluir a história da salvação, não será mero conto advindo da Bíblia e dos púlpitos.

A vinda de Cristo não será num momento em que todos estão preparados, aguardando por isso, a Bíblia diz que é ao contrário. Portanto, é importante ter óleo, a fim de garantir que estejamos prontos para quando chegar o momento. Será repentino, e, o que sabemos, como disse Russel Shedd, é que ela exige um “estado de preparo e vigilância”.

Isso precisa entrar no seu planejamento espiritual.

DESENVOLVIMENTO

A parábola das 10 virgens enfatiza dois grupos: pessoas insensatas e pessoas prudentes, ou seja, sábias.

A sabedoria bíblica, não é teórica ou especulativa, mas prática e baseada nos caminhos de Deus, que podem ser observados na ordem criada e na Sua Palavra, que é a Revelação Especial.

Sabedoria é a arte para a vida. Os temas mais comuns encontrado na sabedoria de Deus, são: (1) O temor ao Senhor, (2) a diferença entre o justo e o perverso e (3) o papel do Senhor como juiz. O objetivo prático é nos levar a reflexão de que devemos andar em um dos dois caminhos: um que leva à destruição e outro que leva à vida. É trabalhar diretamente as suas escolhas.

As insensatas eram crentes, mas crente até o diabo é!

No original, a palavra usada denota comportamento, pensamento ou fala inapropriada, em nosso caso, tudo aquilo que é inapropriado para um discípulo de Jesus. Uma pessoa que não tem fé salvadora, portanto, não tem fé para viver o discipulado cristão.

Temos uma massa dessas pessoas correndo atrás que riquezas, saúde e prosperidade. Os tais passaram tempo demais buscando “fé” para ser curada, ganhar dinheiro e ter problemas resolvidos. Este discurso, que se espalhou no meio dos cristão, enfraquece o entendimento bílico da fé: sermos fiéis.

A ideia retratada das virgens insensatas é a de quem se ocupa com a falta de conhecimento, de discernimento. A mente esta vazia, vagando com relação a fé. Algumas podem até saber muitas coisas deste mundo, dominar vários assuntos, mas, ainda assim, está vazia de sabedoria sobre a fé verdadeira em Deus.

Esta palavra, insensata, no grego clássico, quando usada em literatura secular, foi escolhida para demonstrar o comportamento do ser humano agindo sob influência de seus desejos, de um poder que o domina. Até as pessoas deste mundo entendem que é insensato viver para seus próprios desejos e egoismo.

Nós, cristãos, sabemos que este poder que domina as pessoas é o pecado; mas, sabemos também que a experiência da salvação nos permite vencer esse poder, pois fomos libertos dele.

E, o que precisamos agora, uma vez libertos, é aprender com Jesus como caminhar, ou seja, com sabedoria, como as virgens prudentes do texto.

Os sábios, transformados por Deus, têm óleo guardado. Não compreendem a vida espiritual, e nem se planejam, só para receberem uma bênção ou resolver um problema, numa caminhada temporária com Jesus. A sua vida é a caminhada. Estão sempre prontos, mesmo que venham a dormir. Ao serem acordados, saberão o que fazer – e terão os meios para isso. Sua mente e seu coração são diferentes, foram transformados.

Eu sei que, se você foi salvo não terá problema em ser despertado, alertado. Caso tenha dormido, parado no caminho, arrependa-se hoje a noite e volte para o caminho da salvação. Ter óleo para toda a jornada é um fruto típico da salvação, Deus providenciou tudo para nós, pela Sua graça. Jesus é o autor e consumador da nossa fé (HB 12.2).

Somos naturalmente inclinados ao pecado. Mesmo um salvo vai ser tentado, por esta razão Jesus está falando tanto neste contexto mais amplo do texto, os caps 23-25 sobre vigiar.

Todos somos inclinados a essa tolice espiritual – não há um sábio, não há um entendido entre nós que tenha sabedoria espiritual por si mesmo; apenas a que vem de Deus: todos precisamos do óleo, do Espírito Santo, para vigiar e viver pela Palavra.

E não podemos dar esse óleo para ninguém, não poderemos levar ninguém conosco. A experiência com o ES na salvação é particular, não temos como passar para nenhuma outra pessoa. Cada qual tem que comprar azeite para a sua própria lâmpada. A moeda é o sangue e o sacrifício de Jesus.

As insensatas, ou tolas, da parábola, não demonstra alguém que não sabe, mas a rejeição ao Evangelho da graça. Alguém que não quer compromisso, mas só os benefícios; essa tolice não provém de falta de conhecimento, mas de um coração que mantém rebelião contra Deus.

Essas pessoas até tentam se aproveitar da espiritualidade alheia, mas a verdade é que cada um precisa se planejar e se cuidar espiritualmente, assim como na saúde física, emocional ou financeira, por exemplo. Cada um prestará contas a Deus.

Para as prudentes, a palavra é de alerta: a sabedoria e a tolice estão juntas dentro do coração humano regenerado. Todos precisamos crucificar, matar uma, e alimentar, dar vida, a outra. Esse é o papel do discípulo de Jesus Cristo. Por quanto tempo você vai caminhar com Jesus?

Nova vida, novos pensamento, você precisa se planejar para a vida inteira. Não é “vou caminhar com Jesus, aí pego umas bênçãos, depois eu continuo do meu jeito, aí eu vou indo a igreja, mas vivo como acho que tenho que viver no momento, etc.” Não, é com Jesus para sempre.

Senão nem comece, conforme diz Lucas 14.28-30. Essa passagem foi tão usada para se referir a dinheiro que quase perdeu seu significado original, que é o discipulado para o qual Jesus chama aqueles que creem, pela graça. Não é errado usar o princípio para o planejamento financeiro, o próprio Jesus recorreu a este exemplo que exige de todos nós planejamento. Mas, o pensamento principal aqui é discipulado.

E Jesus lhe deu o óleo. Ele lhe deu nova Vida e o Seu Espírito Santo. E alimento e direção, que é a Palavra, instrumento do Espírito.

Mentes fixas na carne, são mentes que não foram regeneradas. Mas, as que tinham óleo eram mentes regeneradas, podiam até falhar, dormir, mas ao serem despertadas pela Palavra podiam seguir adiante.

Se você entregou sua vida a Cristo, ouça o despertar do Espírito hoje, repense mais uma vez a sua vida, pondere sobre a volta iminente de Jesus, acorde, desperte, não deixe o mundo ocupar e distrair você.

“Mas como fazer”, muitos diriam, “temos que ganhar dinheiro, temos que sobreviver”. Será que não temos que ter mais fé? Será que a igreja não ficou tempo demais pensando em fé para outras coisas, que enfraqueceu na fé para ser fiel?

A fé não exige só ação, como foi muito pregado. Para a ação ser bíblica é preciso parar e prestar a atenção – Planeje-se espiritualmente com a Palavra de Deus.

No Reino dos céus entram somente aqueles que fazem a vontade do Pai e O Espírito Santo nos regenerou, pela Obra do calvário, para este propósito. Os demais ficarão de fora para sempre, depois que a porta for fechada.

Irmãos, a parábola não está falando de crentes que vigiam e não vigiam. Está falando de pessoas que são regeneradas e que não são regeneradas.

Os cristãos precisam desenvolver a salvação com temor e tremor – O Espírito Santo nos foi dado para isso:

  • FP 2.12-13
  • 1PE 1.8-9

CONCLUSÃO

  • Sabendo disso, que tipo de crentes devemos ser?
  • Sabendo disso, como deve ser o planejamento espiritual, a reflexão e as decisões da nossa vida?
  • Quais escolhas você deve fazer? Permanecer com Jesus ou optar pelos desejos que você sabe que são meramente da sua carne?
  • Quanto tempo você vai caminhar com Jesus, conforme a Bíblia, com amor, fé, confiança; pela graça?
  • Os salvos, ainda que errando, por fim, farão as escolhas certas, coisas típicas da salvação, pois entendemos a necessidade de vigiar e nos prepararmos para o retorno de Cristo.

O ser humano comprova que é tolo quando recusa a oferta de Deus, não haverá uma segunda chance, então, só resta o juízo. Mas, a sabedoria que recebemos de Deus pela salvação, é a prudência dos crentes.

A ideia não é ser religioso, mas guardar a confiança em Jesus para sermos fiéis; a mesma que tivemos desde o princípio para sermos salvos. Confie em Jesus.

O Senhor nos abençoe e nos proteja para que sejamos fieis e sinceros até a morte.

Em Nome de Jesus, amém.

Pr. Leandro Hüttl

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: