Não confunda sua identidade com Facebook, WhatsApp e afins

internet-cerebro

Algumas pessoas dizem, acertadamente, que o uso excessivo de redes sociais afasta as pessoas do convívio com outras. Mas, o que nem sempre se observa, é que esta mesma escolha errada (o excesso), impede o indivíduo de um ter um relacionamento melhor consigo mesmo. Pensar sobre si, a saúde, seus motivos para fazer ou não as coisas. O universo do pensamento fica muito restrito, quando há foco prioritário no conteúdo digital, é preciso pensar em outras coisas, que não apenas as postagens lidas – e nas respostas que podem ser dadas.
A maior alienação, contudo, é a do pensamento para com Deus. O renovo necessário da mente com a leitura da Sua Palavra, e a fundamental reflexão posterior. Ficamos meditando mais nas postagens humanas ou na mensagem de Deus para o ser humano na Bíblia? E aí, o que fazer? Controle e limites, em oração, é o melhor caminho para não deixar de usar a bendita tecnologia, mas também não deixar de usufruir dos relacionamentos com o próximo, consigo e com Deus – tudo diretamente e não mediado por uma tela: “Amarás ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todas as tuas forças, e de todo o teu entendimento, e ao teu próximo como a ti mesmo” (LC 10.27).
Será que as pessoas não estão amando os estímulos da tecnologia com todo o coração, de toda a alma, e com todas as forças e entendimento, mais que a Deus?

meu-coracao-nao-me-deixa-abandonar-as-redes-sociais

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Site no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: