Esperança real

O sistema eclesiástico, a mídia, o comércio e a escola naturalizaram uma noite feliz, uma noite de paz…

Mas só Maria e José sabiam o que passaram durante aquela noite e, depois, durante aqueles dias.

Um crápula dos infernos, Herodes Magno, que chegara ao poder por intermédio da elite religiosa de Israel, com medo de perder seu trono, manda assassinar todos os recém-nascidos daquela região.

É um massacre… um infanticídio jamais visto antes naquelas terras. Era o mal acontecendo:

“Então Herodes, vendo que tinha sido iludido pelos magos, irritou-se muito, e mandou matar todos os meninos que havia em Belém, e em todos os seus contornos, de dois anos para baixo, segundo o tempo que diligentemente inquirira dos magos.

Então se cumpriu o que foi dito pelo profeta Jeremias, que diz:

‘Em Ramá se ouviu uma voz, Lamentação, choro e grande pranto: Raquel chorando os seus filhos, E não quer ser consolada, porque já não existem’.”

Mateus 2:16-18

No entanto, depois do desespero da fuga, do frio, da dor, da fome, da tristeza, José e Maria conseguem salvar seu bebê, o Messias de Israel, se refugiando no Egito.

Assim, neste Natal, pense fora da caixa e dos estereótipos. Reflita sobre toda aquela desgraça. Lembre que homens poderosos, que ameaçam a Democracia, jamais devem ser tolerados. Herodes ganhou o coração de saduceus e fariseus porque investiu dinheiro público para construir um mega templo em Jerusalém. Lembre-se que a união entre Religião e Estado pode trazer grande desgraça ao povo. Lembre-se que hoje muitos infanticídios estão se repetindo na África e Ásia e precisamos orar por livramento a essas famílias.

Mas lembre-se também que Natal é Esperança. Não importa quão densas as trevas ou se o próprio mal quer te destruir, em Jesus temos esperança, temos paz, temos uma noite feliz.

Assim, desejo que essa esperança penetre na sua vida e você experimente um verdadeiro e feliz dia do nascimento de nosso Senhor Jesus Cristo!

Prof. Lucas Gesta

Obs.: no quadro uma pintura de Léon Cogniet – Scene du massacre des Inoccents, 1824.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Site no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: