Se Deus é amor, porque mandou matar na Bíblia?

Justiça-decide

Existe um conceito muito errado e distorcido sobre o amor, sobretudo em nossa sociedade pós-moderna e sem referenciais sólidos. A despeito disso, a Bíblia revela que o amor é bom, entretanto, que ele também é justo.

Muitas pessoas perguntam: “por que vemos na Bíblia Deus mandando matar ou permitindo mortes?”. A resposta é simples: Deus estava executando juízo. Os homens se rebelaram contra Deus e apenas estavam colhendo aquilo que plantaram na medida em que o fizeram. Não se trata de Deus ser mal, mas justo, e aplicar justiça segundo a proporção da maldade vivida pelas pessoas. Se elas não tivessem abraçado o mal, não teriam morrido.

Mas, vemos o quanto o amor de Deus ultrapassa nosso entendimento: não desejando mais punir o homem, entretanto, sem poder abrir mão do juízo (pois senão Deus poderia ser “acusado” de ser injusto), Ele mesmo pagou na cruz a pena que nos era devida, na Pessoa de Seu Filho Jesus – aqui começamos a entender a Sua bondade.

Assim, temos revelados na Bíblia a justiça e a bondade de Deus, e, então, podemos compreender melhor o Seu perfeito amor. Agora, uma vez feita essa obra, precisamos dos…

“tesouros infindáveis que estão disponíveis […] em Cristo” Efésios 3.8b, NVT.

Por isso o Evangelho é pregado. Este é o motivo de você estar lendo essa mensagem. Conheça o Evangelho de Jesus Cristo e saiba como receber salvação e perdão, pela graça de Jesus, e conhecer a verdadeira face de Deus, revelada nas Escrituras, pelo poder do Espírito Santo. Amém!

Conheça melhor o Evangelho

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Site no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: