Você tem um dom para servir a Cristo… e está à vontade?

coroa pintura

“Vestiram-no com um manto de púrpura, depois fizeram uma coroa de espinhos e a colocaram nele” – Marcos 15:17

Quanta humilhação Jesus suportou. Quanta afronta! Ficar debaixo do escárnio desses soldados, já no meio de tanta afronta e acusação, vejamos:

Neste contexto, Jesus já vinha sofrendo o processo imerecido de declínio para pagar por nossos pecados. Logo após a Ceia, o Senhor avisa Pedro que este O trairá e segue para o Getsêmani – sabendo que ali começaria a Sua agonia. Em seguida é traído por Judas. Na sequencia é julgado religiosamente pelo Seu próprio povo – pelos líderes que deveriam O adorar e honrar; logo depois é rejeitado pelo seu amigo Pedro. Por fim, é julgado pelo poder civil, e entregue na mão desses soldados.

Ali estava do Senhor do mundo! Ele de fato, como homem, foi capacitado pelo Espírito Santo a amar incondicionalmente a Deus e cumprir a Sua vontade, e a amar o mundo e de tal maneira que passou por toda essa humilhação – e o fez como ovelha muda que vai ao matadouro.

Eu admiro a capacidade de Jesus em se auto controlar por todo esse tempo. Ele poderia ter se enfurecido, mas não o fez. Ele poderia ter imediatamente pensado na Sua identidade: “Eu sou Deus, vocês são servos, não podem fazer isso comigo”, e, ato contínuo, ter acabado com tudo e todos os que estavam ali – e seria justo. Mas não, suportou tudo, até ser escarnecido por aqueles brutos soldados – e em seguida ainda viria a Via Crúcis e, então, a Sua crucificação. Havia pressão por fora e por dentro, esta incluindo o que ainda estava por vir.

Mas Ele não abriu a boca! “Ele foi oprimido e afligido, contudo não abriu a sua boca; como um cordeiro foi levado para o matadouro, e como uma ovelha que diante de seus tosquiadores fica calada, ele não abriu a sua boca” – Isaías 53:7. A experiência no Getsêmani sem dúvida O capacitou (Mt 26.36-46; Mc 14.32-42;Lc 22.39-46).

A pergunta para nós é: como estamos nos preparando espiritualmente para a caminhada que Deus tem para nós a fim de sermos luz para este mundo? Ou será que estamos sendo trevas? Todos vamos enfrentar crises de renúncia – é preciso fazer uma opção, e, se for a certa, aperfeiçoá-la.

Os propósitos de Deus para você são grandes? Grandes serão as lutas e grande deverá ser a sua buscar – como a de Cristo foi – embora a dEle tenha sido a maior. Dons não vão lhe ajudar: a busca ao Espírito Santo aqui é pelo fruto – independente do seu serviço. E vale para a vida de todo cristão.

Você foi chamado para a obra de Cristo? Espelhe-se no seu Senhor e não neste mundo para a sua vida pessoal, familiar e preparo para o serviço cristão. Tampouco espelhe-se neste mundo “gospel” perdido que temos por aí. A referência é Cristo, conforme revelado nas Escrituras.

Ele teve que suportar e aguardar fazerem uma coroa de espinhos para colocarem em sua cabeça, machucando-O. O que passava em seus pensamentos nessa hora? Resposta: A vontade do Pai. “E retirou-se outra vez para orar: ‘Meu Pai, se não for possível afastar de mim este cálice sem que eu o beba, faça-se a tua vontade’ – Mateus 26:42. Ele se preparou, trabalhou sua vida espiritual.

coroaespinhosComo reagimos quando nos fazem coroas de espinhos? Focamos na vontade do Pai? Nos preparamos com oração sincera a Deus? Não longa, pois perceba que a prece do Getsêmani foi curta e até repetitiva. Mas foi sincera, e vinda de um homem que sempre trabalho na construção da sua espiritualidade! E valeu a pena:

Coroas“Contudo foi da vontade do Senhor esmagá-lo e fazê-lo sofrer, e, embora o Senhor faça da vida dele uma oferta pela culpa, ele verá sua prole e prolongará seus dias, e a vontade do Senhor prosperará em sua mão. Depois do sofrimento de sua alma, ele verá a luz e ficará satisfeito; pelo seu conhecimento meu servo justo justificará a muitos, e levará a iniquidade deles”  – Isaías 53:10,11

De que maneira Jesus, como ser humano, conseguiu suportar tudo isso? A questão chave aqui é: Ele abriu mão da Sua vontade. Entregou-se a Deus, confiando que a vontade do Pai parecia difícil e até impossível, mas seria perfeita no seu final, como registra Isaías acima; e os Evangelhos mostram que Jesus conhecia e confia nas Escrituras, inclusive, quando adulto, com autoconsciência acerca do que elas profetizavam sobre Si – Lc 4.17-21; Mt 41-13; Mc 12.24; dentre outros.

Ele abriu mão do questão mais difícil para um ser humano fazer: a própria vontade, logo todas as outras foram possíveis, embora não fáceis e não sem sofrimento. Mas foi possível.

Vejo hoje em dia muita gente querendo saber muito e estudar Bíblia e Teologia e não estão errando, não, de jeito nenhum! Mas, o erro pode acontecer quando tudo fica no plano do intelecto, mas não toca a vontade. O alvo final do Discipulado está na vontade e não na razão – conquanto passe por esta e naturalmente a molde também, como parte indispensável para a vida cristã (Rm 12.1-2).

“Então Jesus disse aos seus discípulos: “Se alguém quiser acompanhar-me, negue-se a si mesmo, tome a sua cruz e siga-me” – Mateus 16:24

Você foi chamado para a obra de Cristo? Seja qual foi o dom que recebeu, precisa trabalhar você. Qual(is) vontade(s) da sua vida terá que abrir mão para a vontade de Deus ser executada através de você – afim de que se cumpram Seus propósitos perfeitos (Rm 12.2)?

Se você deixar o mundo moldar a sua personalidade, sua vida, seu papel em família e todo o resto, SEMPRE estará em busca da sua vontade – pois é isso que o mundo busca. Se for Deus, precisa haver renúncia – mas terá uma vontade perfeita e não corrompida pelo mundo, pelo pecado e pelo diabo – e vitoriosa em seu fim, fazendo-nos conhecer mais a glória de Deus, pela Sua graça.

Onde faço isso? É preciso fazer assim com sua vida toda, incluindo seu casamento, família, trabalho – e não somente no serviço da igreja; mas em todos os seus papéis bíblicos. E, quanto maior a responsabilidade e o serviço, maior será a renúncia.

Se você tem um dom para servir (e todo cristão o tem), não pode ficar à vontade… pelo menos não à sua vontade, mas à vontade de Deus. Além de servir na Obra, o crente serve a Deus com sua vida, através do discipulado. Sei que não é simpático este tipo de pensamento no mundo evangélico contemporâneo, pois não se fala de casa, carro, dinheiro, promessas e vitórias neste mundo… mas fala da Bíblia e das vitórias para a Obra de Deus.

Que Ele nos ajude. Em Nome de Jesus, Amém.

Pr. Leandro Hüttl Dias

Um comentário em “Você tem um dom para servir a Cristo… e está à vontade?

Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Escreva um blog: WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: