Os sofrimentos de Paulo e a nossa vida

sofrimento2

Atos 9.16 | “Pois lhe mostrarei o quanto lhe importa sofrer pelo Meu Nome”

Essa é uma das primeiras palavras do Senhor para Paulo, o Apóstolo dos Gentios. Alguém deveria sofrer, a fim de que outros ouvissem a mensagem que começava a se espalhar pela Palestina e ganharia o mundo.

2TM 4.9-17 | “Procure vir logo ao meu encontro, pois Demas, amando este mundo, abandonou-me e foi para Tessalônica. Crescente foi para a Galácia, e Tito, para a Dalmácia. Só Lucas está comigo. Traga Marcos com você, porque ele me é útil para o ministério. Enviei Tíquico a Éfeso. Quando você vier, traga a capa que deixei na casa de Carpo, em Trôade, e os meus livros, especialmente os pergaminhos. Alexandre, o ferreiro, causou-me muitos males. O Senhor lhe dará a retribuição pelo que fez. Previna-se contra ele, porque se opôs fortemente às nossas palavras. Na minha primeira defesa, ninguém apareceu para me apoiar; todos me abandonaram. Que isso não lhes seja cobrado. Mas o Senhor permaneceu ao meu lado e me deu forças, para que por mim a mensagem fosse plenamente proclamada, e todos os gentios a ouvissem. E eu fui libertado da boca do leão”.

Paulo estava chegando ao final de sua existência, na passagem acima. Daquele encontro com Jesus próximo à Damasco (Atos 9) em diante, toda a sua jornada foi dedicada ao seu Mestre, Senhor e Salvador. Aquele a Quem Paulo perseguia agora era a Quem servia – com todo zelo, amor e dedicação – Jesus. O apóstolo iria ao ponto de entregar a sua própria vida, se preciso fosse. A tradição cristã diz que Paulo foi decapitado em Roma durante o reinado de Nero em meados dos anos 60.

Depois que se encontrou com Jesus, Paulo dedicou-se integralmente à pregação do Evangelho, sem desistir, por mais que os desafios e as adversidades viessem, Paulo queria ser fiel Àquele que o chamou.

E, no fim da sua vida, vemos Paulo sozinho, com poucos amigos perto de si, mas que o amavam de verdade. Ainda contava inimigos, e muitos, embora a todos abençoasse. Seu trabalho foi árduo, de muito fruto e resultado para o Reino de Deus, embora, para este mundo, foi um trabalho sem glória – ele não teve lugar de fama ou de prestígio.

Entretanto, apesar disso tudo, vemos um fator distintivo na trajetória  de Paulo, que devemos buscar para a nossa também:

2 Tm 4.17 | “Mas o Senhor permaneceu ao meu lado e me deu forças, para que por mim a mensagem fosse plenamente proclamada, e todos os gentios a ouvissem. E eu fui libertado da boca do leão.”

O Senhor permaneceu ao lado de Paulo e lhe deu forças.

Não se cumpriu somente a Palavra de que alguém precisaria sofrer pelo Nome de Jesus – e esse alguém foi Paulo (cf. Atos 9.16), para aquele propósito, daquela época; mas também se cumpriu a Palavra da suficiência da graça:

2 Coríntios 12:9 | “Mas ele me disse: “Minha graça é suficiente para você, pois o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza”. Portanto, eu me gloriarei ainda mais alegremente em minhas fraquezas, para que o poder de Cristo repouse em mim. “

Deus cumpriu – e Paulo escreveu – que a graça de Deus o sustentou e bastou para todas as coisas na vida, independente da situação.

Não importa a situação que você viva, a experiência vai se repetir fielmente, e a graça de Deus será o bastante para você.

Certamente, mesmo como discípulos de Jesus Cristo, a maioria de nós não vai sofrer como Paulo. Logo, se Paulo suportou, nós também suportaremos as provações.

Claro que a graça de Deus seria bastante mesmo que sofrêssemos mais do que Paulo. Mas, se ela foi suficiente para quem sofreu mais, ela será para quem sofrerá menos, assim como nós. Portanto – nos sobram exemplos para superar os desafios da vida pela fé.

Não desampare a sua fé. Não sabote a sua experiência espiritual com Jesus. Creia! Jesus veio para lhe ajudar. Em primeiro lugar para o que é mais importante, a vida eterna. Mas, em segundo lugar, para toda a sua experiência como pessoa aqui nesta terra criada por Deus, mas manchada pelo pecado – o qual Jesus pagou o preço na cruz.

É o pecado que causa todo esse cenário de caos que vivemos no mundo. Jesus não veio apenas para pagar pelo preço do pecado, mas também nos ama o bastante para nos ajudar a lidar com as consequências do pecado.

Assistidos por Deus e revestidos de força vamos prosseguir frente às adversidades. E, quanto as impossibilidades, seremos libertados da boca do leão!

Esse é o nosso Deus de graça: não tema. Qual é a situação do seu dia a dia que tem lhe tirado a paz? Não tema, confia, Ele vai lhe ajudar!

Ore, e entregue-se; situações vêm sempre para nos manter no Caminho e não nos fazer sair dele. Vamos nos dispor a aprender mais com Deus – até o fim da nossa vida – porque Ele estará conosco todos os dias (Mt 20.28).

Que o Senhor seja com nosso espírito e que a graça seja sobre nós. Em Nome de Jesus, amém.

Pr. Leandro Hüttl Dias

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Site no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: