Qual o ponto de partida bíblico do cristão para o envolvimento com a política?

A participação de um cristão na política também é trabalhada na Bíblia, dentre os outros assuntos que ela revela. Muita coisa poderia ser escrita. Mas, ocorrem-me pelo menos duas passagens bíblicas as quais quero destacar neste momento como ponto de partida.
Em nosso sistema de Estado Democrático de Direito, ao qual o Brasil adota, todo cidadão é (deveria ser) um político. 
Assim, com essas duas ideias em mente, podemos nos envolver na política, para começar, com pelo menos dois passos:

1 – O primeiro passo é orar

1 TIMÓTEO 2

1 Antes de tudo, pois, exorto que se use a prática de súplicas, orações, intercessões, ações de graças, em favor de todos os homens,
2 em favor dos reis e de todos os que se acham investidos de autoridade, para que vivamos vida tranquila e mansa, com toda piedade e respeito.

2 – O segundo é cumprir às leis e pagar impostos

ROMANOS 13
1 Todo homem esteja sujeito às autoridades superiores; porque não há autoridade que não proceda de Deus; e as autoridades que existem foram por ele instituídas.
2 De modo que aquele que se opõe à autoridade resiste à ordenação de Deus; e os que resistem trarão sobre si mesmos condenação.
3 Porque os magistrados não são para temor, quando se faz o bem, e sim quando se faz o mal. Queres tu não temer a autoridade? Faze o bem e terás louvor dela,
4 visto que a autoridade é ministro de Deus para teu bem. Entretanto, se fizeres o mal, teme; porque não é sem motivo que ela traz a espada; pois é ministro de Deus, vingador, para castigar o que pratica o mal.
5 É necessário que lhe estejais sujeitos, não somente por causa do temor da punição, mas também por dever de consciência.
6 Por esse motivo, também pagais tributos, porque são ministros de Deus, atendendo, constantemente, a este serviço.
7 Pagai a todos o que lhes é devido: a quem tributo, tributo; a quem imposto, imposto; a quem respeito, respeito; a quem honra, honra.


Porém

Um cristão deve continuar atento à Bíblia acerca dos conteúdos das leis, e da condução da política (Isaías 5:20; 10:1). A Bíblia não se contradiz. Se a Palavra diz, por exemplo, que “cada um tenha a sua própria esposa, e cada uma, o seu próprio marido” 1 CO 7:2 e a lei civil disser que o homem pode se casar com duas mulheres, naturalmente isso ele não fará, pois será uma lei oposta à Palavra que instituiu o governo civil. Nossa postura em qualquer situação que apresente tal demanda é: “Antes, importa obedecer a Deus do que aos homens.” Atos 5.29.
Entretanto, isso NUNCA implicará em que os cristãos sejam desordeiros, anarquistas ou contrários à ordem civil – pelo contrário, suas bases são a mais justa ordem. 
Defendemos, ainda, que o Estado é laico, devendo haver separação entre Igreja e Estado.
Voltando…
Todavia isso não é o foco desta postagem. Eu só pretendo destacar, neste momento em que há tanto movimento político por parte dos cristãos, que NÓS DEVERÍAMOS ESTAR ORANDO pela nação, pelos seus governantes. Deveríamos ter mais orações em prol da política.
Há eleições vindo ai… há muito sobre o que os cristãos orarem! Para um cristão, tudo começa com a oração, precisamos ter mais ações do e no Corpo de Cristo neste sentido! E é urgente! Como queremos uma vida com piedade e respeito, no que se refere à ordem política e social sem oração, já e até porque a Bíblia ensina assim?? Não será somente engajando-se politicamente na esfera civil que conseguiremos isso! TODO cristão tem que orar por política e pelos políticos. Ainda que não entenda tudo sobre o assunto, deve levar a Deus os pedidos de que tenhamos uma vida pacífica e justa; isso já seria uma tremenda participação da Igreja!
Então, qual o envolvimento do cristão com a política? Posto que todo cidadão é um político, numa democracia, deveriam começar esse exercício orando, cumprindo a lei e pagando impostos (e labutar para que esses sejam mais justos; já é outro bom motivo de oração: a tão esperada reforma fiscal). E, depois, se algum cristão pensar em se candidatar à política ou envolver-se nela, tudo bem, porém que seja depois de viver pelo menos essas premissas bíblicas apresentadas acima.
Já pensou se todo cristão orasse pelo governo civil? Como seria diferente a nação? Não oramos, por isso temos tantos problemas!
Você pode me dizer que esse mundo caminha para o fim, e que a Bíblia diz que veremos tempos difíceis chegando. E eu vou concordar com você. Entretanto a mesma Bíblia diz para orarmos pelos homens (sociedade) e governantes a fim de termos uma vida piedosa. Como isso é possível? Deus tem os Seus métodos – vamos nos preocupar em praticar o que está na Palavra e ter fé, e deixar os resultados com Deus.
Nesses tempos tão “calorosos e controversos”…
Pense nisso!

Leandro Hüttl Dias

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Site no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: