Você pode orar sério(a)

(Este texto será melhor compreendido se for lido antes João 17. Clique aqui.)
A vida cristã não é um escape emocional para onde você corre quando os problemas chegam, e então você passa a chorar e gritar.
Gosto da oração de Jesus registrada em JOÃO 17, mostra uma oração pensada, de um homem que sabia o que estava fazendo. Passos firmes e decisão, de algo que já foi muito pensado.
Antes de conhecermos a Cristo éramos cheios de problemas e confusões e no período de conversão é normal que a todo tempo tenhamos um incêndio para apagar. Contudo, com o tempo, embora teremos sempre tribulações, não são 100% das vezes que vamos orar a Deus em alta voz e com exacerbações emocionais.
A vida de Cristo é o prumo da nossa vida, e isso vale para a oração (Ele é o modelo de vida espiritual). Na oração que citei acima vemos um diálogo sério, não em termos de humor, mas se seriedade de assunto e eu não imagino Jesus orando como um projeta do Antigo testamento para descer fogo dos céus, para tratar do assunto como exposto no passagem bíblica. É uma opinião pessoal, pois Ele pondera, conversa, pensa, e entrega tudo isso nas mãos do Pai, em oração.
A oração também não precisa ser formal e engessada, onde você cai numa formalidade forense com Deus. Embora Ele seja O Juiz de toda a terra, Ele é Pai. E você pode conversar naturalmente com seu pai; às vezes você chega com problemas e alterado, às vezes rindo, às vezes sério. Você não chega todas às vezes com montanhas de problemas e emocionalmente instável. Embora possa e deve se aliviar em Cristo todas as vezes que precisar (1 Pedro 5:7).
Ou seja, a melhor coisa a fazer é orar com naturalidade, conforme seu estado e a situação sobre a qual irá orar.
Deus não vai deixar de lhe ouvir se você não colocar na frente da oração “owh… Pai santíssimo e amado…”, ou “Reverendíssimo Deus, Altíssimo Senhor…”. Ele vai ouvir você. Independente de como você falar. Se Ele ouve os ímpios em sua naturalidade para corrigir e levar ao arrependimento, não ouviria você, que está tentando fazer as coisas certas, na sua naturalidade?
Você pode orar sério até para pedir alegria! Sim, pode dizer a Deus que gostaria de ter mais momentos alegres em sua vida e a própria alegria VERDADEIRA (não empolgação emocional). Acredito que alegria verdadeira é algo que nasce do espírito, vem de dentro para fora, não de fora para dentro.
Você pode falar de coisas celestiais de forma tranquila e serena, pode manter a calma, como Jesus ensinou com seus atos (Ele nos acalma), e como ele orou.
Evidente que há circunstâncias que iremos clamar, pois… “durante os seus dias de vida na terra, Jesus ofereceu orações e súplicas, em alta voz e com lágrimas, àquele que o podia salvar da morte, sendo ouvido por causa da sua reverente submissão. Embora sendo Filho, ele aprendeu a obedecer por meio daquilo que sofreu; e, uma vez aperfeiçoado, tornou-se a fonte de eterna salvação para todos os que lhe obedecem” HB 5:7-9.E serão muitas. 
Eu não estaria citando este versículo se quisesse distorcer a Palavra e dizer para você sepultar suas emoções. 

O que estou querendo dizer é que você não é obrigado(a) o orar em alta voz, ou formalmente, ou franzir o cenho, todas as vezes que se dirigir para Deus, achando que se não for assim Ele não vai considerar seu pedido e lhe atender. Isso pode lhe travar para orar, além de ser um grande peso emocional. Nesse mesmo versículo acima, note que a razão de ser atendido foi “reverente submissão”. Eram as ações sinceras, simples e conscientes de Cristo que davam a Ele a resposta do que pedia, Sua vida, Sua prática, Sua reverência; e hoje nós podemos ter essa vida pela Sua obra da Cruz, como também menciona João 17.
Amém.

2 comentários em “Você pode orar sério(a)

Adicione o seu

  1. Graça e Paz Leandro,

    Dado ao fato de carregarmos conosco muitas heranças culturais e religiosas, é muito fácil encontrarmos pessoas que esteriotipam a maneira, forma ou entonação de voz “corretas” para orarmos ao Senhor. Acredito piamente que a instrução seja o caminho mais acertado para que tenhamos melhor êxito nestas questões, especialmente quando falamos de tabus.

    Grande abraço!

    saulegoedert.blogspot.com

    Curtir

  2. Pb. Saule, graça e paz!

    Você foi exato no diagnóstico, e também ao apontar o caminho para a solução; pois o próprio Senhor Jesus usou da instrução, na teoria e na prática, como forma de corrigir erros da espiritualidade.

    Os homens talvez só considerem atender um pedido se o mesmo vier carregado de uma bagagem, seja formal, seja apelativa emocionalmente, dependendo do contexto, e muitos quando oram a Deus se esquecem que o Pai celestial é diferente do ser humano. Com isso, para sermos ouvidos por Deus, não precisamos usar a mesma maneira que usamos para sermos ouvidos pelos homens muitas vezes. Mas, infelizmente, acontece de haver confusão.

    Obrigado pela sua visita ao blog e pelo seu comentário ao post.

    Que Deus abençoe sua vida, família e ministério.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Site no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: