Aproximar-se de Deus é andar em pureza

Não se concebe andar com Deus, ter um relacionamento com Ele, sem ponderar estar puro espiritual e moralmente, mesmo que você tenha todo conhecimento acerca da Sua Palavra e saiba viver no meio do Seu povo – a Igreja.
Romanos 8 fala a respeito da vida pelo Espírito, trata de uma vida de liberdade e vitória espiritual. Isto remete aos estágios anteriores: prisão e lutas, que, a propósito, o apóstolo Paulo cita no capítulo 7. Aborda duas mentalidades, a da carne e a do Espírito (Santo). A espítola é escrita a cristãos, pessoas convertidas, e coloca que quem é dominado/a pela carne (nem é por demônios) não pode agradar a Deus. Isto prova que é possível alguém que crê estar vivendo com mentalidade da carne.
Contudo, o v. 11 diz: “E, se o Espírito daquele que ressuscitou Jesus dentre os mortos habita em vocês, aquele que ressuscitou a Cristo dentre os mortos também dará vida a seus corpos mortais, por meio do Seu Espírito que habita em vocês”. Independente da presença de alguém para lhe discipular você tem um Espírito habitando em você que produz vida. Santidade é vida.
Somos feitos filhos de Deus, Este Santo, Jesus veio à terra e nasceu em carne, como filho do homem, para nos salvar; e agora nós nascemos no espírito, como filhos de Deus, para andarmos em santidade. “Pois aquele que de antemão conheceu, também os predestinou para serem conformes à imagem de Seu Filho” (v.29b). E Ele proveu para que tivéssesmos esta pureza: “E aos que predestinou, também chamou; aos que chamou, também justificou [com a Obra e Vida de Jesus]; aos que justificou também glorificou” (v. 30).
Interessante que nos dois versículos seguintes, muito conhecidos, O Espírito Santo por meio de Paulo está falando o tempo todo de pureza, santidade. Não está, a priori, expondo sobre batalhas deste século (materiais, financeiras e até familiares); precisamos ser sinceros em relação a isso:
“Que diremos, pois, diante dessas coisas? Se Deus é por nós, quem será contra nós? Aquele que não poupou Seu próprio Filho, mas o entregou por nós, como não nos dará juntamente com Ele, e de graça, todas as outras coisas?” (vs. 31-32).
O contexto é de vida santa, pura, quem diria… Mas a leitura de muitos hoje é materialista, capitalista. Aqui está tratando de coisas espirituais, deste tipo de bênção, a princípio. Sim, nós sabemos por percorrer o Cânon que Deus dá vitórias em todas as áreas da vida, material inclusive, mas o início deve sempre ser o espiritual, moral e santo. Enoja ver alguns buscando a Deus só por princípios materialistas. Mas fomos ensinados assim, a buscar as bênção de Deus, Sua direção (para nossos princípios egoístas), Sua graça; mas não a obediência a Ele. Mesmo os que pregam bênçãos e a vida no Espírito, continuam enfatizando somente as bênçãos materiais, familiares… e fica num egoísmo pois ninguém quer obedecer ao que Deus coloca em Sua Palavra, só querem sua parte e conquistas. Mas Deus tem propósitos muito maiores, elevados, à Sua Igreja.
Mais dois versículos abaixo dizem coisas interessantes: v. 33: “Quem fará alguma acusação contra os escolhidos de Deus? É Deus quem os justifica”. V. 34: “Quem os condenará? Foi Cristo Jesus que morreu; e mais, que ressuscitou e está a direita de Deus, e também intercede por nós”. No v. 33 usamos como escudo ao entrar em contenda com alguém, mas o texto está tratando de uma possível acusação contra a nossa salvação, – inclusive da parte do diabo e seus servos aqui na terra – mas deixa claro que Deus nos justifica. O V. 34 mostra os ‘ingredientes’, por assim dizer, para nossa santidade: A morte e ressurreição de Cristo e Sua constante atuação em nosso favor no céu.
Aproximar-se de Deus é andar em pureza, inclusive ao ler a Bíblia, tendo uma perspectiva correta na interpretação de seus textos, sabendo que Deus cuida de nós em todas as circustâncias, mas antes de tudo, – matéria e vitórias em nossa família -, Ele quer nos ver vivendo a vida espiritualmente e não de maneira carnal. Feito isso – pela Sua graça – todas as outras coisas até ocorrem como conseqüência desta escolha correta, conforme a máxima da Bíblia, que diz: “Busquem, pois em primeiro lugar o Reino de Deus e a sua justiça, e todas essas coisas lhes serão acrescentadas” (Mt 6.33). E lembre-se que a questão é buscar, não conseguir por si próprio. Mas é de conseguir, o caminho é esse, pela graça.
Pense nisso. Um abraço,
Leandro

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Site no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: