Então é Natal: o Verbo se fez carne

“E o Verbo se fez carne, e habitou entre nós, e vimos a sua glória, como a glória do unigênito do Pai, cheio de graça e de verdade”. João 1.14
É Natal, quando comemoramos o nascimento de nosso Senhor. Ele habitava e “habita em luz inacessível, a quem ninguém viu nem pode ver” (1 Tm 6.16b NVI), contudo Ele veio nos visitar. Não veio à visita formal somente, mas veio nos salvar, nos redimir de todo o pecado. Nós recebemos na terra “o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo” (Jo 1.29b), daquilo que ninguém por sua justiça consegue se livrar.
Este é o sentido do Natal. Quando lembramos do nascimento do Senhor. Maravilhoso quando vemos que Deus fez tudo acontecer na ordem natural, normal das coisas. Jesus veio criança, neném à terra, e um dia morreria na Cruz e estaríamos nos lembrando da obra dEle no século 21. Não houve, nem haverá alguém como Ele. Mas neste Natal quero lembrar de mim, que precisei desta obra maravilhosa para remissão do pecado. Natal é época de lembrar-se do pecado, do nosso pecado, que fez Ele esvaziar-Se de Sua glória para vir nos amparar. Em Teologia chamamos este ato de Kenosis, relatado na Escritura da seguinte maneira:
“[Jesus], embora sendo Deus, não considerou que o ser igual a Deus era algo a que devia apegar-se; mas esvaziou-se a si mesmo, vindo a ser servo, tornando-se semelhante aos homens. E, sendo encontrado em forma humana, humilhou-se a si mesmo e foi obediente até a morte, e morte de cruz! Por isso Deus o exaltou à mais alta posição e lhe deu o nome que está acima de todo nome, para que ao nome de Jesus se dobre todo joelho, nos céus, na terra e debaixo da terra, e toda língua confesse que Jesus Cristo é o Senhor, para a glória de Deus Pai.” Efésios 2.5-11
Mas muitos não querem falar de pecado. Têm arrepio só de pensar. Preferem a decoração verde e vermelha, as bolas douradas, os pacotes com laços, Papai Noel… querem a ceia, a família (somente rindo), essas “glórias” humanas… Mas ali na manjedoura estava Alguém sem a glória que tinha antes junto ao Pai, que um dia na Cruz, “bradou em alta voz: “Meu Deus! Meu Deus! Por que me abandonaste?” (Mc 15.34b), pois nasceu, foi enviado, para sofrer e morrer por todos os pecados, de todos os homens e mulheres, de todos os tempos, e pode fazer assim por Seus méritos. Natal é época de nos arrependermos. De nos lembrarmos o que Romanos 10.9-10 diz:
“Se você confessar com a sua boca que Jesus é Senhor e crer em seu coração que Deus o ressuscitou dentre os mortos, será salvo. Pois com o coração se crê para justiça, e com a boca se confessa para salvação”.
Natal é época de aceitar Jesus como Salvador e Senhor de nossas vidas. Se você ainda não O recebeu, e crê que Jesus foi ressuscitado dos mortos, depois de crucificado e sepultado (somente se crê nisso), confesse com a sua boca: “Deus, eu reconheço e confesso que sou pecador(a). Quero receber o perdão que há em Jesus Cristo. Senhor Jesus, eu O recebo e O confesso como meu Salvador e Senhor, escreve meu Nome no Livro da Vida, eu te peço, perdoa meus pecados e entra no meu coração. Pai, ajuda-me a ler a Tua Palavra, a Bíblia, e guia-me pelo Teu Espírito. Em Nome de Jesus, amém”. (Depois que terminar de ler este post, leia o Salmo 23).
E Natal é época de lembrar que não basta aceitá-lO, ou conhecê-lO, mas sim continuar até o fim como fez o próprio Senhor Jesus. Para perseverar precisamos da Graça, do Espírito e da Palavra. Ler a Bíblia, e fazer disso um plano para o Ano Novo. Se quiser, segue um link para um plano de leitura que você pode imprimir tabelas por bimestre, colocar na sua Bíblia e riscar a cada dia a leitura feita: http://www.vivos.com.br/176.htm. Além disso, estar na casa de Deus, frequentar uma igreja que – de verdade – pregue a Palavra. E o mais Ele fará.

Feliz Natal e Ano Novo, na companhia do Pai celeste. Um grande abraço!

Leandro e Andréa.

Um comentário em “Então é Natal: o Verbo se fez carne

Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Site no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: