Orar, oras



Engraçado como nos preocupamos em comer bem, corretamente e como temos cuidado com a alimentação. Não passamos um dia sequem sem comer. É de manhã, no almoço, a noite, as beliscadinhas nos intervalos; para os mais naturais mascar um cravo, para outros um bombom, um biscoito… e assim vamos.

Mas engraçado como não temos essa mesma situação para a oração. Comemos na rua, andando, dirigindo, e às vezes oramos a caminho de algum lugar também. Mas não paramos muitas vezes num horário marcado e local específico só para orar. Não temos tempo.
Ficamos chateados se temos que interromper ou adiar uma refeição, já percebeu? Mas não fazemos assim com a oração.
A alimentação hoje é muito estudada. Tem estudo dos alimentos, dos horários, das quantidades. Há alimentos recomendados para os fins desejados, líquidos, sucos. Existem equipamentos feitos para lidarmos com os alimentos… Mas para a oração que, juntamente com a Palavra, são o alimento da alma e do espírito nós não nos interessamos. Há almas famintas e sedentas. E não sabem porque algumas coisas não dão certo. Olha quanto coisa hoje gira em torno da alimentação! Balanceada, saudável, integral… Já pensamos numa oração integral? O modelo do Pai-Nosso é o melhor pão integral que temos.
Outra coisa. Comer nós fazemos diariamente e são várias vezes ao dia, no mínimo 3 para alguns, de 3 em 3 hora na recomendação da maioria dos estudiosos… Mas perseveramos na alimentação e em melhorá-la diuturnamente, é assim que devíamos tratar a oração. A Bíblia, nosso cânon, normatiza isso. “Perseverai na oração, velando nela com ações de graça.” Cl 4.2 ARA
“Por isso eu lhes digo: peçam, e lhes será dado; busquem e encontrarão; batam e a porta lhes será aberta. Pois todo o que pede, recebe; o que busca, encontra; e àquele que bate, a porta será aberta” Lucas 11:9-10
“Eu lhes asseguro que meu Pai lhes dará tudo o que pedirem em Meu Nome. Até agora vocês não pediram nada em Meu Nome. Peçam e receberão, para que a alegria de vocês seja completa” João 16:23b-24
Deus: é Aquele que tem prazer em ouvir: 1 Pe 3.12.
Ficamos nervosos se não comermos, mas não se não orarmos.
Faça uma lista de motivos para orar. Pegue-a na mão e ore ao Pai. Pegue o Pai-Nosso (Mt 6.9-13) e escreva os pontos que você vê que são princípios para orar e preencha com suas necessidades. Leia as recomendações sobre oração na Bíblia antes do Pai-Nosso: Mt 6.5-8 e depois também: Mt 6-14-15.
Comece a orar devagarzinho até se tornar um hábito, retome a prática imediatamente, se esquecer de orar.
Vou orar.
Pense nisso. Um abraço.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Site no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: